4 problemas bucais mais comuns

Como todos nós sabemos, manter a saúde bucal em dia e ir periodicamente ao dentista é muito importante para uma qualidade de vida melhor.

Passar o fio dental e escovar os dentes após as refeições são coisas básicas que devem estar incluídas na rotina de todas as pessoas, mas, às vezes, isso é deixado em segundo plano.

Muitos problemas bucais simples surgem pela má higienização bucal e pela falta de avaliação de um profissional e se você quer saber quais são eles e como evitá-los continue acompanhando o nosso conteúdo.

Gengivite

A gengivite é uma inflamação na gengiva causada, na maioria das vezes pela má higienização bucal, mas outros fatores, como as alterações hormonais e as doenças que afetam a imunidade também podem originá-la.

No caso da limpeza bucal inadequada, especialmente para quem usa aparelho ortodôntico, tudo começa quando os resíduos dos alimentos nos dentes atraem bactérias fazendo, pouco a pouco, elas se multiplicarem.

Os principais sintomas são vermelhidão, inchaço, sangramento e mau hálito. Caso ela não seja tratada, pode acabar evoluindo para uma periodontite, inflamação que danifica as estruturas que dão sustentação aos dentes.

Mesmo não sendo causada apenas pela limpeza incorreta, escovar bem os dentes e passar fio dental diariamente evita, não só a gengivite, mas outras doenças bucais.

Periodontite

Já mencionada no tópico anterior, a periodontite é uma infecção bacteriana que também afeta a gengiva e os ossos que servem para sustentar os dentes. Além de ela ser uma complicação da gengivite, também é ocasionada pela má higiene bucal. 

Se o tratamento não for iniciado, a infecção pode piorar e, então, a gengiva se retrai, expondo a raiz do dente. 

Nos casos mais graves, as fibras e o osso dos dentes acabam sendo destruídos e para conter o dano, inicia-se um tratamento dentário. Caso ele não resolva o problema por algum motivo, os dentes são extraídos.

Os principais sintomas são: gengiva vermelha, inchada, dolorida, retraída esangrando facilmente durante a higienização. Além desses, os dentes podem ficar moles, sensíveis e pode haver mau hálito ou gosto ruim na boca.

O tratamento pode ser feito com a uma raspagem supragengival realizada por dentista. Esse procedimento remove a placa que se calcificou e se transformou em tártaro.

Em último caso, se o caso estiver grave, pode ser feita uma raspagem e alisamento radicular tratando a região infectada e diminuindo a inflamação da gengiva. Fica em última opção a cirurgia de enxerto ósseo em situações ainda mais graves. 

Cárie

As cáries se formam por bactérias presentes naturalmente na boca. Elas produzem um ácido que corrói o esmalte dos dentes depois de se alimentarem de restos de alimentos, principalmente do açúcar.

A saliva tem um papel muito importante na reposição de minerais que preserva a  dureza e a integridade dos dentes. Ela também ela ligada ao equilíbrio de acidez da boca,  relacionada ao aparecimento de cáries.

Por esse motivo é importante saber que pessoas com condições que prejudiquem a produção de saliva, como o diabetes com um controle não muito bom e que fazem tratamentos quimioterápicos, por exemplo, têm uma predisposição ao problema.

O sintoma inicial é a formação de uma placa bacteriana que provoca manchas brancas e opacas. Ao longo do tempo, as manchas podem ficar escuras e, sem o tratamento adequado, ela pode chegar até tecidos mais profundos.

A partir do momento que atinge a camada abaixo do esmalte do dente a pessoa pode passar a sentir sensibilidade e dor ao mastigar. Se  o caso progredir, a dor pode ser intensa e a gengiva pode inflamar.

Quando a infecção chega à raiz formando abscessos pode haver a perda do dente. Por esses motivos, o indicado é ter um plano dentário e não deixar nunca de ir ao dentista. 

Somente o profissional poderá de instruir da forma correta e cuidará da sua saúde bucal para que nada disso aconteça.

Aftas 

As aftas costumam se desenvolver de lesões já existentes. Elas são avermelhadas e dolorosas e se formam na parte interna da boca.

O inchaço e a dor são ocasionados por conta das células de defesa que se instalam no local e provocam uma reação inflamatória intensa.

Na maioria das vezes, a afta que aparece na boca é chamada de minor. Ela é pequena e dura até duas semanas. Existem também a afta major, que acontece na minoria dos casos. Ela geralmente mede 1 centímetro e pode demorar até dois meses para sumir.

Ainda não se sabem a origem das aftas, mas acredita-se que a imunidade e a acidez exagerada na boca colaboram para o seu aparecimento.

Fique atento

Como você pôde ver, alguns problemas bucais estão diretamente ligados a como você cuida da sua limpeza oral. Para manter tudo sob controle, atente-se em como você prioriza higienização durante a rotina.

Nos outros casos, quando as questões não envolvem somente a limpeza, atente-se também. De qualquer maneira, é a da sua saúde que estamos falando e, com certeza, existem muitos profissionais preparados para te ajudar, basta consultá-los.

Conteúdo produzido por Beatriz Trevizoli, Link Builder na Ideal Odonto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *